SEO: Primeiros passos para aparecer nas primeiras páginas do Google

17 de julho de 2019

0
E-commerce

As técnicas de SEO são essenciais para um bom ranqueamento no Google.
Você já passou por quase todas as etapas de criar um e-commerce, escolheu sua plataforma, personalizou seu site, testou e agora está inserindo seus produtos. Tudo pronto para começar a vender, certo? Não exatamente.
Você ainda precisa otimizar seu site para SEO.

Obs: Essas dicas de SEO se encaixam também para blogs e qualquer tipo de site.

O que é SEO?

SEO são um conjunto de técnicas que tem como objetivo melhorar o ranqueamento de sua loja virtual no Google. Na verdade, SEO otimiza para todos os buscadores, mas devemos nos preocupar verdadeiramente com o Google, é ele quem de fato levará tráfego para seu e-commerce.
Essas técnicas são detalhes que colocarão seu site na primeira página de pesquisa e aumentar a relevância. É importante saber que isso não acontecerá de uma hora para outra, é um trabalho que pode levar meses e até anos. Mas vale a pena!
Ressaltando que SEO são técnicas gratuitas, diferente do Google Ads.

Primeiros passos para melhorar seu ranqueamento no Google com SEO

Descubra sua principal palavra-chave

Todo negócio tem sua palavra-chave principal, você precisa descobrir qual é. Lembrando que essa palavra-chave não será apenas uma, necessariamente, ela provavelmente será um termo de busca, como por exemplo: Capa para celular.
Além de palavra-chave principal para o site, cada categoria e cada produto terão suas próprias palavras-chave, é importante ter conhecimento de cada uma delas para realizar as técnicas de SEO com exatidão.
Certo, e como descobrir as suas?
Para ser preciso, você precisará saber como os seus clientes estão pesquisando seu produto no Google. Assim, aumenta suas possibilidades de aparecer para os consumidores certos e aumentar sua relevância aos parâmetros do Google, melhorando seu ranqueamento.
Existem algumas maneiras de descobrir essas palavras chaves:

Google Trends:

O Google Trends mostra as maiores tendências de pesquisa. Se você vende garrafas térmicas personalizadas, basta saber qual a variação mais procurada, o Google Trends pode fazer essa comparação para você. Adicione termos de comparação e veja qual o mais pesquisado na região e no período selecionado.
Exemplo:
Google-trends-dicas-SEO
Assim, você saberá qual a melhor variação para utilizar. Nesse caso, duas variações estão com parâmetros muito parecidos e isso é ótimo, mais oportunidade de aparecer para esse público utilizando as duas palavras-chave.

Google Analytics:

Com base em seu próprio site, o Google Analytics mostrará quais as principais palavras-chaves estão levando tráfego para a sua loja. Se os termos de busca fizerem sentido para seu segmento, vale a pena investir neles, inseri-los mais algumas vezes nos textos (sem repetir o tempo todo), usar nas titles e description, etc.
Caso contrário, é bom retira-los dos textos do site. Acontece de alguns sites receberem visitas de palavras-chave aleatórias que estão simplesmente ocupando espaço dentro de alguns textos do site. Fique atento a isso.

Meta Title (ou Tag Title):

Depois de descobrir quais termos de pesquisar usar, é a hora de colocar a mão na massa e começar a otimizar seu site com SEO.
A primeira coisa será a Meta title, ela é o primeiro contato de seu cliente com sua loja virtual. Esse texto só aparece no Google, dentro de sua página, o título é outro. Por isso, ao criar essa title, devemos pensar nas métricas do Google.

A Meta Title deve ser objetiva, conter exatamente o que o cliente está procurando. A estrutura ideal para seguir é: Palavra-chave + informação complementar (se houver) + Nome da loja.
Não entre em detalhes, seja o mais breve possível, deixe as especificações para os títulos dentro da página. Até porque, ao atingir um determinado espaço, o Google começa a cortar a title e você pode perder informações importantes, como aconteceu no terceiro caso de nosso exemplo.
O Google não lê caracteres e sim um espaço determinado, então não tem como sabermos o limite exato de caracteres, porque um L ocupa mais espaço que um I, mas o ideal é que fique entre 55 e 64 caracteres.
Cada página deve ter sua própria Meta Title, crie um padrão, comece pela home e categorias, depois otimize também as Titles de cada produto da loja. Faça isso, do contrário será gerado automaticamente e sem sombra de dúvidas, prejudicará seu ranqueamento.

Meta Description (Ou Meta Tag Description):

Meta Description é o complemento da Meta Title, uma descrição breve do que o cliente encontrará naquela página. Deve ser atrativa e induzir o clique do usuário.

Aqui também é importante incluir a palavra-chave, mas sem ser repetitivo. Se a página tiver com alguma condição especial (compra e ganhe, frete grátis, desconto), como nos exemplos, é importantíssimo inserir na Description. Além disso, ao final do texto, inclua um CTA: Clique, descubra, confira, não perca…
Nesse caso também encaramos o problema do corte no texto. Para evitar que isso aconteça, seja sucinto e tente montar sua Description com no máximo 155 caracteres.
Assim como a Meta Title, todas as páginas do site devem ter suas próprias Descriptions.

Título do produto

Aqui começamos a lidar com técnicas que aparecerão dentro de seu site.
Siga mais ou menos a linha de raciocínio da Meta Title, apenas as informações mais importantes e variação do produto. Não é necessário incluir o nome da loja, apenas a marca de um produto que não é de fabricação própria.
Para o título a liberdade de criar é muito maior.

Descrição do produto

Esse é momento de vender seu produto! Não só para o cliente, mas também para o Google.
O buscador lê textos, por mais que suas fotos sejam boas e com inúmeras variações, invista em uma boa descrição. Use a palavra-chave algumas vezes ao decorrer do texto, mas procure não ser repetitivo, utilize com bom senso. Uma ótima opção é usar sinônimos. Descreva todas as variações, qualidades, benefícios e razões para o cliente adquirir o produto.
Lembre-se da persona de seu público, com quem você está se comunicando e use sua linguagem.

Fotos e vídeos

Fotos e vídeos melhoram muito o ranqueamento de sua página.
Embora os buscadores não consigam ler textos, eles consideram esses pontos importante para uma boa experiência do usuário. E é isso que o Google sempre procura: proporcionar a melhor experiência possível a quem acessa. Logo, os sites com melhores experiências, são mais bem ranqueados.
Vale a pena investir em boas fotos, vídeos com bom conteúdo e esclarecedores.
Porém, lembre-se: Otimize as imagens e vídeos para que não fiquem pesados, isso prejudica a navegação, como veremos no próximo tópico.

Verifique a velocidade do site

A velocidade de um site depende de muitos fatores:
Plataforma escolhida;
Método de desenvolvimento e layout do site;
Imagens e vídeos pesados.

Por isso é muito importante escolher bem sua plataforma e a agência que desenvolve seu site. Porém, para melhorar a velocidade de sites já existentes, procure compactar imagens sem que elas percam a qualidade, faça o mesmo com os vídeos.
Evite inserir muitos espaços para publicidade, isso impacta diretamente na velocidade do site.
Quando o carregamento é lento, os clientes não navegam e saem rapidamente da loja, aumentando sua taxa de rejeição. O Google não vê isso com bons olhos e considera que seu e-commerce não proporciona boa experiência ao usuário, consequentemente, diminui seu ranqueamento.
Por esse motivo, consulte sempre como está a velocidade de seu site. Você pode fazer essa análise através de uma ferramenta disponibilizada pelo próprio Google: https://bit.ly/1Eztig9
Insira seu site e clique em ANALISAR.
Além de mostrar o índice de velocidade, ele apontará mudanças que podem ajudar a melhorar a velocidade da loja.

URLs amigáveis

Trata apenas o indispensável nas URLs, quanto mais simples e objetivas forem, melhor.
A fórmula é: /categoria/subcategoria/produto
Inserir números e especificações muito técnicas é terrível para o ranqueamento de sua página, os buscadores passarão a considerar seu site não seguro.

Exemplo do que não fazer:

www.lojaxdecapinhas.com.br/capinhas/category/modelo/iphone7/51684984651;capinhaflexivel-tpu-azul-flamingos-PU/;

Exemplo do que fazer:

www.lojaxcapinhas.com.br/capinhas/iphone7/capinha-azul-flamingo

Conteúdo do texto

Essa dica é especialmente para os blogs.
Se quiser ter relevância para o Google, produza textos completos, de qualidade e acima de mil palavras. O conteúdo de mil palavras não é uma regra, porém, textos muito abaixo dessa qualidade, podem ser vistos como/ irrelevantes.
A qualidade também é muito importante, não adianta escrever duas mil palavras de pura enrolação. Produza conteúdo relevante e que realmente seja enriquecedor para quem ler.
ATENÇÃO: Cuidado com o plágio! O Google identifica conteúdo duplicado e desconsidera o material completamente. Sem falar que, dependendo da quantidade de plágio, você pode ter sérios problemas judiciais. Faça seu próprio conteúdo original!

Fique de olho no que realmente está funcionando

Com SEO, tudo é passível a teste.
Trocou sua meta title para atrair mais cliques? Monitore para ver se realmente melhorou o ranqueamento e se as novas pessoas direcionadas ao seu site são, de fato, possíveis compradores.
Adicionou um produto novo e decidiu mudar de estratégia? Monitore também!
Todas as alterações que forem feitas na loja devem ser monitoradas em seguida, para ter um parâmetro do que está dando certo para a sua loja. Até porque, cada loja é única, então, a única maneira de saber o que realmente funciona para seu caso, é fazer testes!

Que tal colocar em prática? Se tiver alguma dúvida, deixe aqui nos comentários!

  • Artigos

Leia Mais

Jéssica Marinho

Escrito por:

Jéssica Marinho

Redatora com ênfase SEO na Agência Admake, responsável pelo desenvolvimento de conteúdo. Publicitária por formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-commerce

Minha loja não vende: O que fazer?

Sua loja não está vendendo e você já não sabe mais o que fazer Mantenha a calma e leia esse artigo na íntegra, com certeza ele irá abrir sua cabeça e apontar... mais

E-commerce

Frete grátis: Como oferecer essa condição sem perder dinheiro

O e-commerce está crescendo a cada dia, devido a facilidade de compra e condições de pagamento acessíveis, os clientes estão virando adeptos dessa "nova" forma... mais