O que é Marketplace e quando vale a pena investir?

15 de julho de 2019

0
Marketplace

Você já deve ter ouvido falar sobre Marketplace. Mas, do que se trata exatamente?
No geral, o Marketplace pode ser visto como um shopping. É um grande varejista que abriga inúmeras lojas. Mas, ao invés de pagar aluguel, você paga uma porcentagem em cima de cada produto vendido.
Ou seja, você disponibiliza seus produtos dentro de grandes e-commerces como: Mercado Livre, Waltmart, Submarino, Casas Bahia, Extra, entre muitos outros.

E quais são as vantagens?

O Marketplace está crescendo a cada dia:

Em 2016, Mariano Gomide, Founder & Co-CEO VTEX, disse em uma palestra no Congresso E-Commerce Brasil Vendas, que nos próximos anos as vendas por Marketplace chagarão a 50% ou 60% de tudo que é comercializado online. E, segundo a Olist, em 2017 a porcentagem já era de 30%.
Dessa forma, o crescimento do Marketplace é acelerado e cada vez mais significativo, já se destaca e tende a aumentar boa parte de sua fatia de mercado. Eles já detêm, em média, 40 milhões de compradores em potencial.

Visibilidade e confiança:

Definitivamente, esse fato é inquestionável, afinal, a visibilidade que o Marketplace tem é uma das maiores vantagens. Os grandes varejistas possuem muito mais acessos do que e-commerces únicos e suas bases de clientes são extremamente sólidas.
A confiança que os consumidores possuem nessas lojas também é um diferencial. A credibilidade é tão grande que, muitas vezes, as buscas são feitas diretamente dentro do site, ao invés do Google. Um Marketplace que se tornou um excelente buscador, é o Mercado Livre, por abrigar quase tudo o que se pode imaginar.

Você só paga quando vende:

Diferentemente do método tradicional do e-commerce, você paga apenas depois que a venda é realizada. Independente de quanto tempo seu produto fique disponível no site, os custos são inexistentes até o produto começar a ter saída.
De fato, isso é excelente para lojistas que possuem baixo orçamento para investimento.

Facilidade:

O Marketplace é responsável por todo o trâmite da compra. É só disponibilizar seu produto e o grande varejo é responsável pelo restante do trabalho. Inclusive, alguns Marketplaces podem, inclusive, receber o pagamento da compra e repassar para você já com o desconto.
Nesse caso, sua única responsabilidade é embalar e enviar o produto para o cliente. E claro, ficar responsável por eventuais problemas de entrega ou trocas.

Indexação no Google:

Digite “Ar condicionado” no Google e dê enter.
No momento em que esse artigo está sendo escrito, Lojas Americanas, Magazine Luiza e Zoom são os três primeiros resultados orgânicos. Dois Marketplaces e um comparador de preços (que direciona, em sua grande parte, para outros Marketplaces.
Esse teste funciona com a maioria dos produtos pesquisamos, tente fazer isso agora. Sempre teremos um ou mais Marketplaces nas primeiras posições do Google.
Isso acontece porque esses sites são muito relevantes ao Google e possuem um excelente volume de acessos diariamente, essencial para a indexação pelo SEO.

Quando vale a pena investir em Marketplace?

Se caso seu negócio esteja dando seus primeiros passos, é essencial vender no Marketplace. Começar do zero no e-commerce é muito difícil, requer muito tempo e principalmente, alto investimento em Marketing. A conversão de vendas através de tráfego orgânico pode levar meses ou até mais de um ano.
Se você não está preparado para investir tanto ou aguardar muito tempo, vale a pena começar vendendo pelo Marketplace.
Caso seu negócio já seja bem estruturado, mas se mesmo assim você não está satisfeito com a receita de sua loja, também é válido investir nos grandes varejistas.

Quando não vale a pena?

Também existem casos onde não é aconselhável disponibilizar produtos no Marketplace.
Se é uma ótima maneira de vender, por que não vale a pena em todos os casos?
Acima de tudo, para uma loja que já possui boa indexação no Google, um alto volume de vendas e um posicionamento de marca consolidado, é melhor pensar duas vezes. O Marketplace pode afetar a personalidade da marca.
Isso acontece porque o cliente irá comprar de uma grande loja e não da sua, é dessa maneira que ele enxerga. Consequentemente, esse detalhe pode ser um empecilho até para pequenos negócios que são ambiciosos.
Outro ponto importante é a comissão sob cada venda. É necessário verificar se realmente vai valer a pena vender no Marketplace. Dependendo do valor de seu produto, pode ser que o valor das taxas não compense para seu caso.

Ou seja, tudo é passível a análise.
Portanto, o Marketplace pode performar muito bem com certo público e não converter para outro.
Sua Agência de E-commerce deve considerar todos os detalhes e verificar se faz sentido para seu caso.

Quer dicar sobre ganhar dinheiro com marketplace? Acesse nosso conteúdo especial!

Curtiu as dicas? Já teve experiência com Marketplace?
Deixe nos comentários se restou alguma dúvida.

  • Artigos

Leia Mais

Jéssica Marinho

Escrito por:

Jéssica Marinho

Redatora com ênfase SEO na Agência Admake, responsável pelo desenvolvimento de conteúdo. Publicitária por formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-commerce

Minha loja não vende: O que fazer?

Sua loja não está vendendo e você já não sabe mais o que fazer Mantenha a calma e leia esse artigo na íntegra, com certeza ele irá abrir sua cabeça e apontar... mais

E-commerce

Frete grátis: Como oferecer essa condição sem perder dinheiro

O e-commerce está crescendo a cada dia, devido a facilidade de compra e condições de pagamento acessíveis, os clientes estão virando adeptos dessa "nova" forma... mais